5 CURIOSIDADES SOBRE A COPA DO MUNDO

GOL DESCALÇO? JOGADOR SEM MÃO? VEJA ALGUNS FATOS INUSITADOS NA HISTÓRIA DAS COPAS.


Após 21 edições do torneio iniciado em 1930 no Uruguai, resolvemos separar algumas curiosidades inusitadas sobre a maior competição do futebol:


Gol descalço


A edição de 1938 realizada na França contou com uma peculiaridade do artilheiro do torneio, Leônidas da Silva, que marcou sete gols, sendo um deles descalço.


Foi durante a prorrogação da partida entre Brasil e Polônia que Leônidas teve a infelicidade de ter a sola de sua chuteira rasgada. Para poder se movimentar melhor, ele decidiu se desfazer do equipamento e pediu a chuteira emprestada de um dos gandulas que trabalhavam na partida, isso tudo com o jogo rolando, como contou a TV Cultura em 1974.


Enquanto o gandula desamarrava sua chuteira, o saudoso “Diamante Negro” aproveitou o rebote de uma falta cobrada e empurrou a bola para o gol, marcando seu terceiro tento na partida e o sexto da seleção brasileira que venceria o jogo por 6x5.


O gol foi irregular, pois um jogador sem o material completo não pode participar do jogo. Portanto, Leônidas deveria ter esperado fora do gramado até conseguir calçar outra chuteira.


O árbitro não percebeu e esse gol foi importante para o Brasil passar de fase e terminar em terceiro lugar na Copa de 1938.


Itália campeã da Copa 1934, “pero no mucho”?


Assim como todas as Copas, fica difícil negar a existência do fator político que envolve o evento, seja na escolha do país sede, horário dos jogos e sabe lá o que mais.


A Copa de 1934 realizada na Itália, que na época tinha Benito Mussolini como primeiro ministro, teve como seleção campeã, coincidentemente, os próprios anfitriões. Em uma campanha com 12 gols a favor e 3 contra ao longo de 5 jogos, a Squadra Azzura levantou seu primeiro título mundial.


Ironicamente, o que muitos não sabem é que aquela seleção contava com a presença de diversos jogadores sul americanos, principalmente argentinos, que se naturalizaram italianos a convite do próprio Mussolini, como Raimundo Orsi, Enrique Guaita e Luis Monti.


Além dos argentinos, havia o brasileiro naturalizado italiano Anfilogino Guarisi, conhecido como Filó no Brasil. Podemos dizer que Filó foi o primeiro brasileiro a conquistar uma Copa do Mundo.

Eliminação sem sofrer gols


A seleção da Suíça na Copa de 2006 conseguiu a façanha de ser eliminada da competição sem sofrer gols.


Após duas vitórias por 2x0 contra Togo e Coreia do Sul e um empate contra a França, os suíços se classificaram para as oitavas com a primeira colocação do grupo G, mas acabaram sendo eliminados nos pênaltis pela Ucrânia.

O melhor do mundo não ganha a Copa


Nunca um jogador que chegou para a Copa com o status de atual melhor do mundo conseguiu levar o caneco para casa. Confira a lista:


Héctor Castro, o “divino manco”


Logo na primeira edição das Copas, 1930 no Uruguai, um jogador da seleção anfitriã chamou a atenção não só por sua habilidade com a bola, mas também pelo fato de não ter uma das mãos.


Héctor Castro jogava no tradicionalíssimo Nacional de Montevidéu e era convocado constantemente para representar a Celeste, fazendo parte do elenco campeão da Copa América de 1924 e da medalha de ouro nas Olimpíadas de Paris no mesmo ano.


Para sua consagração como uma das lendas do futebol uruguaio o divino manco foi o autor do primeiro gol da seleção da casa na Copa de 1930 que coincide com a inauguração do Estádio Centenário. Ele também marcou o último gol da Celeste naquela edição, foi na final contra a Argentina, em que o Uruguai venceu por 4x2, provando sua capacidade técnica.


0 visualização
  • Facebook
  • Instagram - Grey Circle
  • Spotify - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle

ARK ©