CONTRATAÇÕES QUE MUDARIAM A HISTÓRIA DA PREMIER LEAGUE

VEJA ALGUMAS CONTRATAÇÕES QUE PODERIAM MUDAR O RUMO DO FUTEBOL INGLÊS E MUNDIAL

Cristiano Ronaldo no Arsenal

Em 2013 o então técnico do Arsenal FC, Arsène Wenger, chegou a declarar que um de seus maiores arrependimentos na carreira foi não ter contratado Cristiano Ronaldo em 2003, quando o português atuava pelo Sporting Lisboa.


Na época, o técnico francês chegou até mostrar o centro de treinamento e as instalações do Arsenal para o jovem atacante, que também chegou a receber uma camisa dos gunners com seu nome escrito e o número 9.


O ponto chave a favor. A disputa travada com o Manchester United teve seu clímax na figura de Carlos Queiroz, ex-jogador e atualmente técnico da seleção colombiana (que é português e, chegou a dirigir o Sporting e a seleção portuguesa). Na temporada 2002-03 o técnico que já conhecia Cristiano Ronaldo, e foi ser auxiliar de Alex Ferguson no United, acabou conseguindo influenciar Ronaldo a optar pelos Red Devils.


Sergio Aguero no Chelsea

Depois de Didier Drogba, os torcedores do clube londrino não se impressionaram com os centroavantes que passaram pelo clube. Muito dinheiro foi investido em Fernando Torres, Falcao Garcia e Álvaro Morata, mas pouco resultado e desempenho dentro de campo.


A história poderia ser diferente se Roman Abramovich, em 2010, aceitasse pagar os 40 milhões de libras pedidos pelo Atlético de Madrid, e os altos salários pedido, segundo o dono do Chelsea. Vale lembrar que a transferência para ter Fernando Torres foi no valor de 50 milhões de libras.


Alguns rumores alegam que outro fator que contribuiu para essa contratação (que chegou a ficar muito próxima de acontecer) fracassar foi de que o ex-zagueiro e lenda John Terry sugeriu que Aguero não valia o investimento. Atlético de Madrid e Chelsea chegaram a se enfrentar pela Liga dos Campeões previamente e o desempenho do argentino não impressionou o inglês. Terry negou os rumores.


Virgil Van Dijk no Manchester City

O zagueiro de 75 milhões de libras (preço pago pelo Liverpool) também era disputado pelo lado azul de Manchester na janela de transferências entre 2017-18. Muitos rumores alegavam que o Southampton iria aceitar a proposta do City por 60 milhões de libras, mas os Reds acabaram prevalecendo nesse “leilão”.


Ao chegar em Anfield, o holandês mudou o time de patamar, e a defesa que nas temporadas anteriores era problemática foi resolvida. O Liverpool chegou a duas finais de Liga dos Campeões seguidas (vencendo uma delas), e é o principal rival do City nas disputas pela Premier League nas últimas temporadas.


Sem Van Dijk, talvez o Liverpool não seria capaz de voltar a conquistar a Europa e de obrigar algum rival a somar 98 pontos para conquistar a liga, na temporada seguinte a sua chegada, o Liverpool teve a melhor defesa da Premier League diminuindo de 38 para 22 gols sofridos durante o campeonato. Vale lembrar que na temporada 2017-18 o City foi eliminado pelo Liverpool na Liga dos Campeões.


Guardiola como treinador do Manchester United

Após a final entre Manchester United e Barcelona pela Liga dos Campeões em 2011, Guardiola afirmou que podia se enxergar como técnico do United algum dia.

Pode-se dizer que o Manchester United teve duas oportunidades de fazer isso acontecer. Primeiramente em 2012, muitos diziam que Alex Ferguson via o espanhol como seu ideal sucessor no cargo, mas Guardiola, quando disponível, optou pelo projeto do Bayern de Munique e o United preferiu ficar com David Moyes.


Guardiola voltou a estar disponível em 2016, mas desta vez os seus rivais da cidade foram mais rápidos e persuasivos com a promessa de altos investimentos no futebol. Dessa maneira, os Red Devils contrataram José Mourinho para assumir o cargo deixado por Louis van Gaal.


Neymar no West Ham

Na janela do verão europeu de 2010, o recém contratado técnico do West Ham, Avram Grant, demonstrava interesse na joia santista e planejava oferecer 16 milhões de libras para contratar o jogador.


Para azar do West Ham, o contrato de Neymar tinha uma cláusula de aproximadamente 30 milhões de libras, valor esse muito acima da realidade do clube na época.


O diretor de futebol do Santos FC na época chegou a afirmar que o clube já havia rejeitado ofertas do West Ham por Neymar anteriormente e do Lyon por Paulo Henrique Ganso, as quais giravam em torno de 15 milhões de euros. Na época o alvinegro praiano não tinha interesse em negociar suas jovens promessas.

0 visualização
  • Facebook
  • Instagram - Grey Circle
  • Spotify - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle

ARK ©