COLABORAÇÕES MAIS IMPORTANTES DA MODA NA DÉCADA

VIRGIL ABLOH, KANYE WEST, SERENA WILIIAMS E OUTROS ESTÃO NA LISTA.


Na música, foi a década do remix. Nos jogos, streaming e o modo “battle royale” tomaram conta do mundo “gamer” . Embora a política possa nos dividir, na cultura, os anos 2010 simbolizaram uma década de colaboração.

Deixe o streetwear correr com o hype. Das colaborações de celebridades ao surgimento de novos luxos, a década passada foi responsável por algumas das colaborações mais icônicas e revolucionárias da história da moda.

Para realmente capturar a amplitude da década passada, criamos uma lista das colaborações mais influentes e importantes para moda.


Em nenhuma ordem específica, aqui estão as colaborações que definiram os anos 2010.

Off White x Nike – “The Ten

Em setembro de 2017, seis meses mais ou menos após o lançamento de seu tão badalado “Air VaporMax”, o designer de moda/DJ Virgil Abloh lançou uma ampla coleção de tênis chamada, em sua forma de marca registrada, "THE TEN". A premissa era simples: Virgil pegaria 10 silhuetas icônicas da Nike - o Blazer, o Air Max, o Jordan 1, Presto, Air Max 95, Converse (Chuck Taylor High Top), Hyperdunk, VaporMax, Air Max 97 e o Zoom Fly - e as reconstruiria em seu estilo OFF-WHITE ™.

Você provavelmente já deve saber o resultado dessa colaboração. Todo tênis Nike x OFF-WHITE ™ se esgota instantaneamente. Todo relatório de "revenda mais cara" inclui pelo menos dois modelos. A colaboração entre ambas as partes continuou e tem inúmeras novas “colorways” até hoje, mas o marcante do “The Ten” é a tonalidade dos tênis.


Fonte: Nike


Supreme x LV

Em 1995, a Vogue comparou a famosa boutique da Chanel a uma então novata loja de skate da Lafayette Street.

“Geralmente, o vetor da influência da moda aponta do centro para o centro da cidade, dos jovens e das ruas aos mais maduros e ricos”, brincou a revista. "Você provavelmente veria a jaqueta do operário traduzida para a Chanel antes de ver a Chanel derrubada para a Supreme."


A Supreme x Louis Vuitton foi um momento decisivo - não apenas para as colaborações altas-baixas, mas para a moda como um todo.

Foi em 2017, no auge do streetwear, que a marca de high end, Louis Vuitton, surfou. Característica comum da marca, acertar o que vai dar certo. E não foi diferente dessa vez. Colaboração que ficará para sempre nos livros de história da moda. Principalmente pelo fato da existência de uma “collab” não oficial feita pela Supreme no começo dos anos 2000 em que a marca de streetwear fez designs com o monograma da “LV”.


Fonte: Louis Vuitton


Adidas x Kanye West

Em termos de puro hype, a maior colaboração da década só poderia ser a linha YEEZY, assinada e criada pelo rapper americano.

Quando a Adidas assinou com Ye em dezembro de 2013, parecia o início de uma guerra pelo mercado de sneakers. A Adidas havia roubado um dos maiores nomes da Nike logo após o exagerado AIR YEEZY 2. O que se seguiu, mudaria irrevogavelmente o setor.


Apesar do sucesso de Ye com a Nike, em fevereiro de 2014, a Nike prosseguiu com os planos de abandonar o "Red October" YEEZY 2, apesar de ter perdido o próprio homem.


E então surgiu o YEEZY BOOST da Adidas.

O primeiro tênis adidas x Kanye, o YEEZY BOOST 750, esgotou instantaneamente. O segundo tênis adidas x Kanye, o YEEZY BOOST 350, esgotou instantaneamente. Em dezembro, foi lançado o décimo terceiro tênis adidas x Kanye, o YEEZY BOOST 380. Você provavelmente pode adivinhar o que aconteceu.


Fonte: YeezyMafia


Versace x H&M

Desde 2004, começando com Karl Lagerfeld, a gigante sueca de moda rápida H&M lança uma colaboração anual de designers todos os anos. É a junção mais legal desta década: H&M x Versace de 2011.

No mundo exuberante das primeiras décadas, a H&M trouxe ao público um maximalismo acessível e de bom gosto. As estampas de marca registrada da Versace adornavam 30 camisas e jaquetas de 80 dólares (aproximadamente US$ 40 e US$ 105, respectivamente), uma luz brilhante no hellscape de Ed Hardy que era moda de 2011. Até Kanye West queria uma fatia da ação.

Embora a colaboração de Alexander Wang de 2014 certamente defenda o melhor da marca sueca, a H&M Versace quebrou a loja virtual da rede no dia do lançamento.

O legal dessa colaboração é a interação entre uma das marcas mais caras e mais chiques do mundo com uma marca que produz roupas em enormes quantidades e preços baixíssimos. “Fast Fashion” encontra o “High End”.


Fonte: Vesace


Serena Williams x Off-White x Nike, 2018


Em 2017, um funcionário do torneio aberto de tênis da França proibiu os macacões da competição depois que Serena Williams usou um naquele ano.


No ano seguinte, ela desafiou a tradição novamente e agitou dois “tutus” personalizados, um em preto e outro em lavanda, no Aberto dos EUA. Os looks inspirados no balé foram desenhados por Virgil Abloh, da Off-White, em colaboração com a Nike, e assim que a rainha do tênis chegou à quadra, sua roupa causou sensação.


As mulheres elogiaram Williams por manter-se fiel ao seu próprio estilo, apesar das formas tradicionais dos superiores da associação de tênis.


O posicionamento forte de Serena em um esporte tão tradicional, foi ponto forte para o mundo da moda. Mundo da expressão.


A principal atleta da Nike usando o que tinha de mais quente no momento, chamou olhos de todos no mundo.


Fonte: Robert Deutsch / USA Today Sports / Reuters

0 visualização
  • Facebook
  • Instagram - Grey Circle
  • Spotify - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle

ARK ©